Franquia ou empresa independente?

Melhor franquia ou bandeira branca ?

Franquia não é sinônimo de sucesso.

É justamente porque as pessoas fazem essa associação, de franquia ao sucesso, que existem tantos picaretas no mercado de franquia.

Repito. Existem malandros, estelionatários, que se passam por franqueadores, tomam seu dinheiro prometendo mundos e fundos, e depois do contrato estar assinado é que você descobre que aquilo era uma armação. A empresa é um verdadeiro fracasso.

Mas não é disso que estou falando hoje, estamos imaginando uma franquia decente, que zela por seus franqueados, que presta serviços de suporte e te ajuda na operação.

Ainda assim, essa pergunta é difícil de responder.

Investir em uma franquia é algo muito bacana quando você tem afinidade com o negócio que vai desenvolver. Quando o negócio é totalmente novo para você, então você precisa ser ainda mais criterioso na seleção da sua franquia.

Quando me consultam antes de abrir uma franquia, muito além de analisar o contrato e a COF, faço sempre uma sondagem sobre o negócio em si. Tento projetá-lo no futuro e converso com o candidato sobre meus achados e suas expectativas.

Percebendo que o cliente não tem familiaridade com o ramo de negócio, a gente precisa intensificar a investigação sobre a franqueadora, porque ele dependerá muito da expertise do seu franqueador.

Mas para ser mais breve: Franquia não é um mar de rosas.

Se você pensa que, na franquia, você terá que trabalhar menos, ledo engano. Você trabalha igual ou até mais, porque além da operação do seu negócio você ainda tem que preencher formulários, participar de reuniões, interromper operação para receber visitas e etc.

Assim, não existe uma resposta direta sobre franquia ser bom, melhor ou pior do que um negócio independente.

Lucas Costa - Advogado, professor, consultor e franqueado.
foto site.jpeg